Pular para o conteúdo principal

Sabu Dastagir em quadrinhos


Na última postagem, falei de um conto ilustrado de Mowgli nas páginas da revista O Tico-Tico, desta vez vou falar do ator Sabu Dastagir (1924-1963) e sua passagem pelos quadrinhos, aos 13 anos, o indiano foi descoberto pelo documentarista Robert Flaherty que o convidou para estrelar o filme Elephant Boy de 1937, dirigido pelo próprio documentarias com Zoltan Korda e produzido por Alexander Korda, irmão de Zoltan, o filme era uma adaptação do conto Toomai of the Elephants de Rudyard Kipling publicado pela primeira vez na revista St Nicholas Magazine (dezembro de 1893) e depois reimpresso na coletânea The Jungle Book (1894).

Sabu se tornou uma estrela de filmes britânciso, interpretando personagens indianos e árabes (conforme mencionei no post sobre Charlie Chan, era comum que atores ocidentais interpretassem personagens de outras etnias em Hollywood). No ano seguinte, Sabu estrelou em mais uma produção dos irmãos Korda, The Drum, baseado no livro homônimo de AEW Mason, nele Sabu interpreta o heroico Príncipe Azim, um príncipe indiano dos tempos do Raj britânico.Em 1940, Alexander Korda produz um reboot de The Thief of Bagdad (1924), conforme já comentei no blog, o primeiro filme foi estrelado por Douglas Fairbanks, o primeiro ator a interpretar o Zorro, o filme era inspirado num livro de Achmed Abdullah, bastante influenciado pelos contos das Mil e Uma Noites de Antoine Galland (mais precisamente em Aladim e a lampada maravilhosa),  Adbullah foi creditado como co-roteirista dessa primeira adaptação, a versão de Korda, dirigida por dirigido por Michael Powell, Ludwig Berger e Tim Whelan é um pouco diferente, no filme original, enquanto o ladrão de Bagdá do título é Achmed, que tinha um amigo chamado Abu, na versão de Koda, Abu é o ladrão do título interpretado por Sabu, que auxilia o Ahmad, o sultão interpretado por John  Justin.



Em 1942, Sabu estrela como Mowgli em The Jungle Book, um filme de Hollywood dos irmãos Korda para a United Arts. Nessa época Sabu inspirou histórias em quadrinhos, em True Comics #10 publicado em março de 1942 pela editora Parents' Magazine Press, a história de como Robert Flaherty conheceu Sabu na Índia, o roteiro e os desenhos foram feitos por Frank Borth, no Brasil, Borth é conhecido por O Desenho Passo a Passo - Lições simples de desenho (Draw-Along With Frank Borth), publicado pela EBAL, um manual de desenhos em quadrinhos (que lembra os livros teóricos de Scott McCloud), logo em seguida, a editora publicou um anúncio em quadrinhos com legendas e sem balões (formato conhecido como text comics) em Real Heroes #5, julho de 1942 (o filme estreou em abril), contudo, nenhum autor foi identificado.


Houve também uma outra HQ para divulgar o filme que foi disponibilizada no site Internet Movie Database (Imdb), contudo, não há mais informações sobre a mesma.







Ao lado de Maria Montez e Jon Hall estrelou 3 filmes para Universal Pictures: Arabian Nights (1942), White Savage (1943) and Cobra Woman (1944), ainda em 1944, já com a nacionalidade americana, Sabu serve na II Guerra Mundial, após o fim da Guerra, o ator perde parte seu prestígio, atuando em papéis secundários.




Assim como ocorria com os atores de faroeste, Sabu licenciou sua imagem para uma revista em quadrinhos, em 1945, a editora Rural Home/Croydon publicou Red Circle Comics #4, dedicada a Sabu Elephant Boy, nessa versão misturando elementos de Toomai e Mowgli, Sabu vira um tarzanide, a capa assinada por Leonard Starr, remete aos filmes de aventuras árabes do ator,  as histórias não foram creditadas.


Link para leitura online no Comic Book Plus

Em, 1950, a Fox Feature Syndicate licencia uma revista estrelada por Sabu, "Sabu Elephant Boy", dura duas edições, com histórias ilustradas por Wally Wood, Joe Orlando e Jack Kamen.



                      Capa de Sabu Elephant Boy #2                Sabu Elephant Boy #2, arte de Joe Orlando.

Link para leitura online no Comic Book Plus



Sabu faleceu em 1963, aos 39 anos.

Fontes

Sabu,_Elephant_Boy
Sabu Dastagir
Achmed Abdullah
The Thief of Bagdad (1924 film)
The Thief of Bagdad (1940 film)

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Muttley e Rabugento

Muttley e Rabugento (Mumbly no original) são bem parecidos, nesse texto pretendo explicar as origens criativas contar um pouco da história desses personagens ao longo dos anos.

Mangás brasileiros ao longo das décadas

Esse texto é uma atualização do texto publicado no site Kotatsu Wikia, onde fui convidado a colaborar em um texto pré-existente.


Histórias em Quadrinhos em domínio público nos Estados Unidos

Quando se diz que uma obra está em domínio público, significa que seus direitos expiraram e que pode ser usada livremente. Contudo, definir o domínio público não é uma tarefa fácil.