Marcadores

sábado, 2 de julho de 2016

Argo, realidade e ficção


Em 1979, Jack Kirby foi contrato para fazer os concepts de uma adaptação do romance Lord of Light de Roger Zelazny (publicado pela editora portuguesa Europa-América com o título O Senhor da Luz), o projeto envolvia a criação de um parque temático, contudo, o filme acabou sendo cancelado, curiosamente, o projeto do filme acabou sendo rebatizado como Argo usado pela CIA e o governo da Canadá num plano de recuperação de diplomatas americanos no Irã. Em 2012, a história da missão virou um filme dirigido e estrelado por Ben Aflfleck chamado Argo, o filme toma liberdades (possivelmente por problemas de direitos autorais), Argo era um pastiche rejeitado de Star Wars, Jack Kirby é contratado pela CIA para fazer os storyboards, que se assemelham aos concepts de Ralph McQuarrie, Kirby foi interpretado por Michael Parks e os storyboards foram feitos por Len Morganti.

Na vida real, a Universal lançou duas série produzidas por Glen A. Larson: Battlestar Galactica e Buck Rogers e contratou o próprio McQuarrie para os concepts.

Em agosto de 2013, Jim Lee leiloou duas artes originais de Kirby. A revista Heavy Metal publicou duas capas usando as artes de Kirby, nas edições 273 e 276.

Concepts de Jack Kirby, fãs dos quadrinhos notam influências de outros trabalhos de Kirby, como o vilão Galactus e o Cubo Cósmico.















Capas da Heavy Metal






Storyboards de Len Morganti com participação de Michael Maher.






Links úteis


Nenhum comentário:

Postar um comentário